Você é viciado em pornografia?

0
34

O vício em pornografia é uma das piores atrocidades da humanidade no mundo atual. Chega a ser pior do que o vício em drogas, é algo insaciável e diabólico que mina todas as forças físicas, emocionais e espirituais do ser humano, e o esgota de tal maneira que o viciado se torna uma espécie de zumbi virtual.

Pessoas em estágios avançados da prática do vício passam horas a fio sem comer, beber, dormir ou até mesmo se comunicar presencialmente com outras pessoas, sempre preferindo ficar sozinhas em casa. Tudo em prol da busca incessante pelo prazer e sensação ilusória de anestesia da dor da alma proporcionada momentaneamente por esta prática.

A pessoa passa a preferir o contato virtual em detrimento do real, e pra ela nada é mais estimulante do que as cenas bizarras que consome visualmente em sites pornográficos.

A busca incessante pelo prazer gera a temida “anestesia” ao prazer, o que por sua vez, acaba incentivando à estímulos cada vez maiores e piores para atingir o ápice inicial, tal como acontece no mecanismo do vício em drogas.

O desenvolvimento da tolerância e anestesia gera o vício e a dependência emocional e física de práticas cada vez mais auto-destrutivas.

Mas como se livrar deste mal? Confira algumas dicas:

-Tomar a decisão de parar
-Evitar todos os estímulos
-Parar de acessar a internet por alguns dias
-Buscar o arrependimento genuíno e pedir perdão à Deus
-Confessar o pecado à um líder espiritual ou alguém de sua confiança
-Aprender a vivenciar e aguentar a dor da abstinência do objeto do vício
-Ocupar a mente com outras coisas como atividades físicas ou passeio ao ar livre
-Louvar a Deus em espírito o dia todo
-Ocupar a mente com pregações que condenam o consumo da pornografia
-Mudar a rotina a fim de evitar a prática
-Fazer devocionais nos horários que costuma praticar o vício.

Clique abaixo para conferir um vídeo super legal do pastor Douglas Gonçalves (Jesuscopy) sobre este assunto:

*O conteúdo do texto acima é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Please enter your name here